.

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Agenda da "Coligação Pra Fazer do Jeito Certo"


Agenda da "Coligação A Força do Trabalho"

Assessoria

Emissoras poderão incluir candidatos de partidos nanicos em debates

As empresas de comunicação precisarão obedecer "critérios objetivos" para convidar esses candidatos, cujos partidos têm menos de dez cadeiras na Câmara dos Deputados.

O Supremo Tribunal Federal decidiu nesta quinta-feira (25) que caberá às emissoras de rádio e televisão estabelecer quais candidatos dos chamados partidos nanicos poderão participar dos debates eleitorais.
De acordo com o tribunal, as empresas de comunicação precisarão obedecer "critérios objetivos" para convidar esses candidatos, cujos partidos têm menos de dez cadeiras na Câmara dos Deputados. O Supremo não estabeleceu, no entanto, quais são esses critérios.
Agora, os demais candidatos não poderão vetar a participação de concorrentes convidados pelas emissoras. Até então, a presença de nanicos, mesmo aqueles que eram chamados pelas organizadoras do debate, precisavam passar pelo crivo de dois terços dos seus concorrentes. 
FolhaPress

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

WhatsApp está com novidades. Leia!

O WhatsApp lança nesta quinta-feira (25), uma nova política de privacidade na qual os usuários passam a permitir o compartilhamento de dados de sua conta -- como número de telefone e tempo que passam no aplicativo-- com o Facebook. A mudança não é opcional -- para se manter no WhastApp, será obrigatório ceder ainda mais informações para o Facebook.

"Como parte da família de empresas do Facebook, nós começaremos a compartilhar alguns dados que irão nos permitir coordenar melhor e também implementar melhorias nas experiências entre os serviços nos próximos meses", justificou o WhatsApp, que também relaciona o compartilhamento de dados a uma melhora em seus sistemas de segurança, bem como ao combate a abusos e spams.

As mudanças serão comunicadas aos usuários a partir de hoje por meio de notificações dentro do próprio aplicativo, que terão até 30 dias para decidir se concordam com as novas regras e continuarão utilizando o WhatsApp. Até hoje, apesar de o Facebook ter comprado o WhatsApp, não havia interferência, nem ligação, entre os dados dos usuários entre as duas empresas.

"Uma vez que o usuário aceite os termos de serviço e política de privacidade atualizados, iremos compartilhar alguns dados de sua conta com o Facebook, como por exemplo, número de telefone que as pessoas utilizaram para se registar no WhatsApp, juntamente com o tempo que eles estão utilizando os nossos serviços", diz a empresa.

Mas o aplicativo promete sigilo dos dados em relação a terceiros. "Nós não iremos publicar ou compartilhar seu número de telefone com terceiros, incluindo no Facebook. Nós também não iremos vender, compartilhar ou disponibilizar o seu número de telefone para anunciantes."

Segundo o WhatsApp, a mudança da política de privacidade também não compromete a criptografia de ponta-a-ponta. "Mesmo que estejamos trabalhando em colaboração com o Facebook, suas mensagens criptografadas permanecerão privadas e ninguém mais poderá lê-las. Nós, o Facebook ou qualquer outra pessoa estarão impossibilitados de ler as suas mensagens", apontou a empresa, que diz não ter planos em compartilhar outros dados opcionais de conta, tais como nome, foto de perfil ou mensagem de status.



Clique aqui e confira na íntegra

UOL

Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba cria o Aplicativo Pardal que permite envio de denúncias

O sistema Pardal - Denúncias Eleitorais - permite o envio de denúncias com indícios de práticas indevidas ou ilegais no âmbito da Justiça Eleitoral.Tais denúncias devem conter informações e evidências que ajudem a Justiça Eleitoral e Ministério Público Eleitoral no combate a crimes eleitorais.
Acesse o PARDAL-WEB para fazer uma denúncia.
Sua denúncia também pode ser feita através do aplicativo, disponível nas lojas:

Jeová Campos diz que processo de cassação da presidente Dilma é um golpe dado por corruptos que estão cassando uma presidente honesta

“O que o Brasil está vivendo é um golpe da corrupção, comandado por corruptos e o país, em 2018, tem que dar uma resposta a esses golpistas que hoje habitam o Congresso, com raras e gratas exceções, que só têm o objetivo de subtrair os direitos sociais e  dos trabalhadores e as conquistas dos mais humildes,. Esse é um golpe dado pelos  corruptos, contra uma presidente honesta, que não aceitou a corrupção bancada pelo PMDB”, disse o deputado estadual Jeová Campos (PSB), referindo-se ao processo de cassação da presidente afastada Dilma Rousseff, que entrou hoje (25), na reta final, no Senado.

Para o parlamentar esse é um dos piores momentos da história política deste país. “A privação da liberdade, com o golpe de 64, começou com os mesmos discursos anticorrupção dos tempos atuais, com os mesmos interesses dos paladinos da moralidade de outrora”, relembrou Jeová. Segundo ele, o que está em jogo é a tentativa de derrubar um projeto político que redirecionou as ações governamentais em prol da maioria da população brasileira, especialmente os mais carentes que se contrapõe aos interesses de uma elite dominante. “O que está em jogo é um projeto contra outro. O projeto de uma elite que não quer mais dinheiro para o Bolsa Família, para o Minha Casa Minha Vida, é contra o Mais Médicos, o Pronatec, que discrimina ações voltadas para os negros, os quilombolas e as minorias. Esse governo que tirou 40 milhões de brasileiros da miséria não interessa a essa gente que defende o golpe”, afirma Jeová.

O deputado lembra ainda que o PMDB, que é na realidade um rescaldo da Arena, participou da ditadura, e é o principal articulador do golpe em curso, tendo o presidente interino Michel Temer e o deputado Eduardo Cunha, como grandes expoentes. “Quem está dando o golpe é o PMDB, com apoio do PSDB e ainda fazem parte do consórcio o PTB e o PP”, relembrou o parlamentar.

Para Jeová, o STF também participou deste golpe. “Por que o ministro Teori Zavascki pegou o pedido cautelar de afastamento de Eduardo Cunha da Presidência da Câmara, apresentado pela Procuradoria Geral da República, em dezembro, e não fez o afastamento, deixando ele primeiro comandar a sessão que cassou Dilma porque lá tinha 200 deputados que era obrigado a bater continência para Cunha e logo depois, em menos de 22 dias, Cunha foi extirpado da presidência da Casa?. Lamentavelmente, tudo leva a crer que o Supremo, no mínimo, facilitou esse golpe”, disse o parlamentar, lembrando que o reajuste salarial da Justiça Federal de 46%, que tinha sido vetado pela presidente Dilma, foi acordado com Temer, sem maiores alardes.


Assessoria

Vereadores aprovam quase 6 milhões de crédito para PMJP

Os vereadores de João Pessoa aprovaram, na manhã da última quarta-feira (24), dois Projetos de Lei (PLs) do Executivo autorizando abertura de créditos especiais em secretarias municipais, num total de R$ 5.850.000,00. Os parlamentares também aprovaram outras 44 matérias durante a sessão.
O PL 1.533/2016 autoriza abertura de crédito especial no valor de R$ 4,5 milhões na Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), para inclusão de novas naturezas das despesas em ações já existentes, voltadas para implantação, recuperação e manutenção da rede pública de iluminação de João Pessoa.
Segundo o artigo 2º do PL, os recursos necessários à abertura desse crédito especial correrão por conta do excesso de arrecadação verificado durante a execução orçamentária, mediante a variação percentual positiva contabilizada na fonte de recursos ordinários de contribuição para o custeio de serviços de iluminação pública (Cosip).
Já o PL 1.532/2016 autoriza abertura de crédito especial na Secretaria de Planejamento (Seplan), na Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) e na Secretaria de Finanças (Sefin), totalizando R$ 1.350.000,00. Os valores serão destinados a encargos com indenizações e restituições e à manutenção de serviços administrativos. Para isso, será feita anulação de dotação orçamentária da Seplan, onde constava a implantação do Complexo Turístico, Cultural e de Serviços da Cidade Antiga de João Pessoa.
Durante a votação, foram registrados votos contrários apenas do vereador Chico do Sindicato (PT do B) e da vereadora Sandra Marrocos (PSB), em virtude da negativa de concessão a um pedido de vistas dela para apreciar melhor a solicitação do Executivo.
“Não estou me colocando contra a suplementação, mas também não posso votar favorável sem nem observar para onde vão esses R$ 4,5 milhões”, afirmou a parlamentar.
MaisPB

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Com valores antigos clientes tem desconto de 15% à vista na compra de um dos lotes no Condomínio Chácaras Paraíso em Cajazeiras

Invista em sua família e compre um dos lotes no Condomínio Chácaras Paraíso. Só até (31) de agosto com DESCONTÃO de 15% à vista.

O Condomínio Chácaras Paraíso está a (dois) quilômetros do centro comercial de Cajazeiras/PB.
No local tem total infraestrutura: água tratada, energia elétrica, asfalto, grande área verde, clima agradável e muito mais para o lazer da sua família. Total respeito ao meio ambiente. Pagamento facilitado e desconto de 15% à vista, até o dia (31) de agosto de 2016.

Próximo ao Estádio Perpétuo Correia Lima “O Perpetão”. O Condomínio Chácaras Paraíso é o mais novo conceito residencial para Cajazeiras e região. Nova maneira de viver bem e, com muito mais espaço para lazer, práticas esportivas, tranquilidade e segurança para toda a família. Este é o Condomínio Chácaras Paraíso.
Acesso pela BR-230, entrada paralela ao Sítio Patamuté, seguindo até o Sítio Capoeiras.
(foto do local)
(foto do local)
(foto do local)
Alamedas espaçosas para caminhada matinal ou ao entardecer. Não fique de fora dessa oportunidade de investimento. Entre em contato agora mesmo nos seguintes telefones: (83) 3531.4488 / 9.9315.2242.




Assessoria

AGENDA DO CANDITO A PREFEITO DE CAJAZEIRAS ZÉ ALDEMIR 11 PARA O DIA 24 DE AGOSTO DE 2016


AGENDA DA COLIGAÇÃO A FORÇA DO TRABALHO 40

>> QUARTA-FEIRA 24.08.2016

MANHÃ
·         A candidata a prefeita de Cajazeiras, Denise Albuquerque (PSB) e o candidato a vice-prefeito, Professor Zé Antônio, participam de uma reunião com profissionais liberais da cidade.
TARDE
·         A candidata a prefeita, Denise Albuquerque (PSB), faz gravação de peças para redes sociais e visita representantes de entidades de classe
NOITE
·         A candidata a prefeita, Denise Albuquerque (PSB) e candidato a vice-prefeito, Professor José Antônio (DEM), participam de um encontro com jovens evangélicos.





Acompanhe a agenda da Prefeita Denise pelas Redes Sociais: Facebook (@prefeitadenise), Instagram (@prefeitadenise)

Vereador estranha preço de camisa para estudante de R$ 151,00 que aparece em minuta de edital de licitação da prefeitura de Cajazeiras

O vereador Jucinério Félix (PPS), usou a tribuna da Câmara Municipal na sessão de terça-feira (23), para pedir esclarecimento a respeito do valor exorbitante de camiseta para alunos da rede municipal de ensino, que segundo a minuta de edital publicado no próprio site da Prefeitura, cada uma custa R$ 151,00 (cento e cinquenta e um reais). Ou seja, as 5.000 camisas totalizam R$ 755.000,00 (sete centos e cinquenta e cinco mil reais).

O pregão presencial de nº 00022/2016 tinha data prevista para o dia (10) de agosto de 2016 com objetivo de adquirir fardamentos para todas as secretarias da administração municipal.  O valor total que aparece no edital é de R$ 1.027.272,78 (Um milhão, vinte e sete mil, duzentos e setenta e dois reais e setenta e oito centavos). O único item que aparece com valor alterado foi o destinados a aquisição de fardamentos para os alunos da rede municipal.

Jucinério ficou surpreso com o preço que aparece na publicação e pediu uma explicação, lembrando denuncia ocorrida no mês de Junho o valor da licitação de R$ 1.795.573,05 (um milhão, sete centos e noventa e cinco mil, quinhentos e setenta e três mil e cinco centavos), para contratação de empresa para locação de tenda, palco, som, luz, gerador, banheiro químico, grades de contenção e carro de som. Nesse caso, a administração disse que houve erro de digitação, sendo corrigido o alto valor.

O outro lado
Quanto ao preço de R$ 151,00 verificado no edital denunciado pelo vereador com valor de uma camisa para alunos entre oito e doze anos, o vereador Lindberg Lira (PTB), defendeu a administração e apresentou versão da secretária de educação. Conforme Lindberg, a secretária afirmou que o valor da camiseta não foi esse, e sim de pouco mais de R$ 14,00. Ele ainda disse que o responsável da comissão de licitação afirmou que o que aparece no site da prefeitura é apenas o termo de referência e não o edital ressaltando que o valor correto é o que aparece no edital publicado com a empresa vencedora do processo licitatório.


Portal CZN

Juíza dá prazo de 48hs para que a administração cajazeirense retire toda propaganda institucional, em AIJE que poderá cassar o registro da candidatura de Denise

A juíza da 42ª zona eleitoral da comarca de Cajazeiras, Adriana Lins, acatou o pedido de tutela de urgência feito pela Coligação “Pra Fazer do Jeito Certo”, na AIJE ajuizada no último domingo (21), e determinou que a administração municipal retire, no prazo de 48 horas, toda a publicidade institucional indevida das sedes de todos os órgãos públicos, sítios de internet, veículos oficiais e locados, fardamentos da banda de musica, portais nas entradas da cidade e timbres em documentos, sob pena do pagamento de multa diária no valor de R$ – 3.000,00, em caso de descumprimento.
A magistrada assevera na sua decisão “que a justiça eleitoral tem o dever de velar pela lisura do pleito”, enfatizando que o slogan “O futuro se faz agora” não possui nenhuma conotação educativa, informativa ou de caráter social, tratando-se, pois, de uma maneira de identificação do grupo administrador do município, gerando uma publicidade autoprocional.
A decisão, disponibilizada na tarde da última terça-feira (23), mas com data da segunda-feira (22), atende o primeiro requerimento da coligação que ajuizou a ação, o que, em tese, significa que foi reconhecida a conduta vedada, que tem como conseqüência a cassação do registro das candidaturas de Denise Oliveira e de seu candidato a vice-prefeito José Antonio de Albuquerque, nos termos do art. 73, § 5º da lei 9.504/97, bem como a declaração de inelegibilidade de todos os investigados pelo período de 8 (oito) anos, conforme foi requerido.
Blog Adjamilton Pereira

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Mais uma – Ação foi protocolada pedindo a cassação do registro da candidatura de Denise Oliveira, por conduta vedada

Foi protocolada na Justiça Eleitoral, no último domingo (21), mais uma ação contra a candidatura de Denise Oliveira (PSB), desta feita, uma AIJE – Ação de Investigação Judicial Eleitoral, ajuizada pela coligação “Pra Fazer do Jeito Certo”, tendo como fundamentação a prática de conduta vedada pela atual prefeita, candidata a reeleição, referente a manutenção da publicidade da gestão no período proibitivo, já que a lei determina que desde o dia 1° de julho do ano em curso, encontra-se proibida a chamada publicidade institucional.
Na ação, onde também figuram o candidato a vice prefeito, José Antonio de Albuquerque e vários secretários da administração municipal, a coligação que protocolou a ação pede, em caráter de urgência, que a justiça determine, no prazo de 24 horas, a retirada de toda a publicidade institucional indevida das sedes de todos os órgãos públicos, sítios de internet, veículos oficiais e locados, fardamentos da banda de musica e timbres em documentos, sob pena de multa diária no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais) pelo descumprimento e mais R$ 1.000 (um mil reais) para cada publicidade constatada, além a cassação do registro ou diploma, da candidata Denise Oliveira e seu vice José Antonio, nos termos do art. 73, § 5º da lei 9.504/97, bem como a declaração de inelegibilidade de todos os investigados pelo período de 8 (oito) anos e por fim noticiando o Ministério Público para abertura de procedimento por improbidade administrativa nos termos do art. 73, § 7º da Lei 9.504/97.
Foram incluídos na ação os secretários de administração Silvio Nogueira, de educação Edna Elba, de saúde Henry Witchael, de Comunicação Olivan Pereira, de Desenvolvimento Humano Maria Goreti, de Infraestrutura Roberto Cartaxo, além dos diretores do IPAM – Chico Araújo e da Sctrans Aderson Batista.
Fonte: Adjamilton Pereira