sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Somos contrários a qualquer interpretação que viabilize tratar homossexuais como doentes

A comunidade científica, os profissionais da saúde, as instituições de representação das áreas da saúde, os militantes da reforma sanitária e toda a população brasileira foram surpreendidos na última segunda-feira, dia 19 de setembro, pela decisão liminar do Juiz Federal Waldemar Cláudio de Carvalho (DF), que atendendo ao pedido de uma ação proposta por um grupo minoritário de psicólogos, deferiu em parte a proposição feita em relação à Resolução 01/1999 do Conselho Federal de Psicologia.

Embora o Juiz tenha mantido a íntegra da Resolução 01/1999 do CFP, na prática ele inviabilizou-a, pois abriu espaço para que o CFP não tome nenhuma providência para coibir a prática de profissionais da psicologia que queiram tratar homossexuais com terapias de reorientação sexual, impondo as pessoas LGBTs a alcunha de passíveis de tratamento e, por conseguinte, pessoas doentes.

O Elo Diversidade Nacional, Setorial Temática da REDE Sustentabilidade, vem a público manifestar seu repúdio a essa interpretação da justiça em relação à orientação sexual das pessoas LGBTs e reafirmar sua luta pela despatologização da travestilidade e da transexualidade.

Ao longo das décadas de 70, 80 e 90 o mundo vivenciou a despatologização da homossexualidade e, em 1990, seguindo o posicionamento científico e profissional das instituições de representação das áreas da saúde, a OMS retirou a homossexualidade e a bissexualidade da Classificação Internacional de Doenças. Não é possível que hoje, mais de 27 anos depois do fim da interpretação da homossexualidade como patologia e em meio a um processo de discussão da despatologização da travestilidade e da transexualidade, um Juiz Federal reverta à condição de pessoas doentes os homossexuais e bissexuais brasileiros, tendo como base pressupostos heteronormativos e LGBTfóbicos, impregnados pelo fundamentalismo religioso de profissionais preconceituosos que querem usar da profissão de psicólogos para proferir esteriótipos e terapias estigmatizante.

Nós do Elo Diversidade Nacional da REDE nos colocamos contrários a qualquer interpretação da resolução 01/1999 do CFP que viabilize tratar homossexuais enquanto pessoas doentes por conta de sua orientação sexual. Esperamos que o CFP tenha êxito em reverter tal decisão liminar e assim possa restabelecer sua defesa histórica por uma sociedade mais inclusiva e não LGBTfóbica e pela formação de profissionais psicólogos engajados no combate do fim das discriminações por orientação sexual e identidade de gênero.



Elo Diversidade Nacional – REDE Sustentabilidade

Governo prepara programa para incentivar saída de beneficiários do Bolsa Família

O governo federal deve lançar na próxima semana um novo programa social, cujo objetivo é elevar a renda de 1 milhão de famílias para que elas possam deixar o Bolsa Família em 2 anos,. A informação foi adiantada ao G1 pelo ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra.

Batizada de Progredir, a ação oferecerá cursos de qualificação profissional, ajudará na seleção de oportunidades de trabalho e disponibilizará R$ 3 bilhões em microcrédito para famílias de baixa renda, inscritas no Cadastro Único dos programas sociais do governo federal, explicou Terra.

“É um programa vinculado ao público do Bolsa Família, a população mais pobre do Brasil, que visa criar oportunidade de emprego e renda para essa população. Não é um programa para tirar as pessoas do Bolsa Família”, disse o ministro.

Apesar disso, o ministro trata o novo programa do governo como uma “forma de emancipação” do Bolsa Família. “Ninguém pode passar fome, mas o Bolsa não deve ser um projeto de vida”, afirmou Terra ao - continue lendo...

Temer, Cunha e Alves levaram R$ 250 milhões da Caixa, diz Funaro

Em delação premiada, o doleiro Lúcio Bolonha Funaro afirmou que o grupo político formado pelo presidente Michel Temer e pelos ex-deputados Eduardo Cunha e Henrique Alves recebeu cerca de R$ 250 milhões em propinas decorrentes de créditos da Caixa Econômica Federal, repassados pelas vice-presidências de Pessoa Jurídica e Fundos de Governo e Loterias. As duas áreas foram controladas pelo PMDB e comandadas por Geddel Vieira Lima e Fábio Cleto. Operador financeiro do partido, Funaro disse que Cunha funcionava como um “banco de propina” para deputados e, depois, virava o “dono” dos mandatos de quem era beneficiado.
O doleiro afirmou não saber exatamente o valor da propina repassada a Cunha, “mas sabe que este sempre distribuía parte da propina recebida com Henrique Eduardo Alves e Michel Temer, fora outros deputados aliados”.
O ex-ministro Geddel Vieira Lima ocupou o cargo na Caixa entre 2011 e 2014. Segundo Funaro, apenas na área de Geddel o grupo liberou entre R$ 5 bilhões e R$ 8 bilhões para empresas em troca de vantagens. Um valor igual ou superior a este teria sido liberado pelo setor comandado por Cleto. Funaro disse que Geddel recebeu, sozinho, no mínimo R$ 20 milhões e continuou a operar mesmo depois de deixar o cargo, até fevereiro de 2015.
A assessoria do Planalto afirmou, por e-mail, que “o valor da delação e das palavras do doleiro Lúcio Funaro é zero, como já registrou a própria Procuradoria-Geral da República”.
Para o Grupo J&F, dos irmãos Joesley e Wesley Batista, relatou Funaro, foram liberados cerca de R$ 3,04 bilhões em troca de propinas. Foram R$ 1,35 bilhão para a holding J&F e o restante para empresas do grupo — R$ 200 milhões para a Vigor, R$ 250 milhões para a Flora e R$ 300 milhões em crédito para exportação para a Eldorado, além de R$ 940 milhões de debêntures adquiridas. Os irmãos Batista só não pagaram o pedágio dos políticos, segundo o delator, para o empréstimo de R$ 2,7 bilhões feito para a compra da Alpargatas e outro R$ 1 bilhão tomado pela Seara — os dois feitos após Geddel deixar o cargo. Em uma única operação, de R$ 300 milhões para a holding J&F, o grupo político de Temer teria recebido R$ 9,75 milhões. O percentual das propinas, segundo o delator, variava de 2,7% a 3,4% da operação.
PAGAMENTOS ENTRE 2013 E 2015
O grupo também recebeu propina de operações do FI-FGTS. Segundo Funaro, a indicação de Fábio Cleto para a área de fundos e loterias da Caixa foi feita por Eduardo Cunha e Henrique Alves a Antonio Palloci, que encaminhou o pleito ao ex-ministro Guido Mantega. Funaro disse que soube por Cunha que Temer “avalizou a indicação”.
A primeira operação ilícita do FI-FGTS, segundo ele, foi a liberação de valores para a Cibe, empresa do Grupo Bertin. A propina alcançou R$ 12 milhões — 4% do total da operação. Bertin também teria pagado propina por um crédito de R$ 2 bilhões dado à SPMar, concessionária do Rodoanel em São Paulo, outra empresa do grupo. A propina teria igualmente beneficiado Cunha, Henrique Alves e Geddel e, segundo Funaro, os pagamentos foram feitos pela empresa Contern entre março de 2013 e fevereiro de 2015 por meio de notas fiscais fictícias.
Para entregar dinheiro em espécie, contou Funaro, Bertin teria usado a empresa Alambari Construções. Funaro disse que Silmar Bertin lhe contou que em 2010 saíram do caixa da empresa R$ 50 milhões para doações eleitorais por caixa 2. A SPMar afirmou, em nota, que os financiamentos ao Rodoanel e para empresas da família Bertin sempre seguiram o trâmite normal e as doações eleitorais se limitaram a recursos devidamente declarados.
OUTROS LADOS
A defesa de Eduardo Cunha nega as acusações do reincidente em delações Lúcio Funaro e afirma que sua atuação parlamentar sempre se deu dentro dos limites legais.
A defesa do ex-ministro Geddel afirmou que não se manifesta sobre documento ao qual não teve acesso.
A J&F informou que os colaboradores apresentaram documentos que complementam os esclarecimentos prestados à Procuradoria-Geral da República e segue à disposição da Justiça.

A defesa de Henrique Alves afirmou que não é verdade que ele tenha recebido qualquer propina de operações da Caixa e “desafia o delator, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, ou qualquer outro órgão persecutório, a provarem o contrário”.

wscom

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

IPAM envia resposta ao SINFUMC sobre indagações


Assessoria

Presidente da Câmara Municipal de Matureia é preso acusado de receptação

Através de denuncia anônima a Polícia Militar de Teixeira prendeu no final da tarde da última quarta-feira, 20, cinco homens acusados de receptação de veículos.
De acordo com as informações repassadas a polícia, os homens estavam com veículos clonados na cidade. Além dessa informação, o denunciante repassou as pessoas que estavam na posse dos referidos veículos.
De imediato, os militares saíram para averiguar a denúncia, e ao indagar os acusados sobre a origem dos veículos, os mesmos apresentaram documentação com várias irregularidades, como o material do papel diferente do utilizado pelo Detran, além dos chassis aparentemente adulterados, incompatível com os documentos .
Foram presos Josinaldo Francisco da Silva, de 25 anos; Ramires da Silva Ferreira, 21 anos; José Roberto Freitas, 33 anos; Inácio da Silva Félix, 39 anos; e o vereador presidente da Câmara Municipal Paulo Orlando de Souza (PSB), de 36 anos, conhecido como Paulo do Posto.
Foram apreendidos: uma moto Honda Broz, cc 160, cor branca, placa: PCV -4054, ano 2016, uma outra Honda Broz, cc 150, cor vermelha, placa: OYO- 3066, um HYUNDAI, cor prata e, um caminhão Volkswagen, de cor branca.
Ao verificar junto ao sistema INFOSEG, foi constatado inúmeras restrições. Os envolvidos e os veículos foram encaminhados até a Delegacia de Teixeira para procedimentos.

Patos Online

O grupo paraibano de trip-hop Rieg lança single e anuncia turnê

De 5 a 15 de outubro a banda passa por algumas cidades de São Paulo e Distrito Federal

O trio paraibano Rieg lança hoje em formato digital o single Witchwitchwitch, que dá nome também ao EP que sairá ainda esse ano e à turnê que acontece entre os dias 5 e 15 de outubro. O grupo já se apresentou em diversos estados do nordeste e sudeste do Brasil, além de passar por importantes festivais, tocando conteúdo dos seus trabalhos The Histrionic (2011), Fiver (2013), I Don’t Know (2015) e Leave It To Me (2016).

Entre dias de sol ardente, a banda Rieg contradiz a regra e se une para liberar o medo, os monstros e transtornos em um som dissecado pelo trip-hop, o pop experimental e desnudado em movimento histriônico. Formado em 2010 pelo vocalista norte-americano Rieg, o baixista paraibano Daniel Jesi (vindo da experiência de grupos como Burro Morto e Cabruêra) e o baterista também paraibano Nildo Gonzalez (com passagem por bandas como Seu Pereira e Coletivo 401 e a Sonora Sambagroove), o grupo une a experiência e os diferentes backgrounds desses músicos para intensificar a complexidade do som e das letras compostas em Inglês, Alemão e Português pelo vocalista.
// Ouça agora o single Witchwitchwitch //

A Witchwitchwitch Tour começa em São Paulo, capital, com duas opções para quem estiver na cidade: na quinta-feira, dia 5, no Hotel Bar na Consolação e dia 6 no Baderna Bar em Pinheiros. A viagem continua com paradas programadas para shows em Bragança Paulista no Galpão Busca Vida no dia 7 e o Festival Febre em Sorocaba no dia 8, domingo. Daí então Rieg faz um desvio de rota para se apresentar no Festival Picnik em Brasília no dia 12, voltando a SP para finalizar a agenda com apresentações no GIG em São Carlos no dia 13 e no domingo, dia 15, na Avenida Paulista. A intenção da banda é utilizar também os dias na estrada para realizar agendas de imprensa como entrevistas para blogs, portais, rádios, tvs etc, além de se conectar com produtores e artistas de cada cidade.

Já o EP Witchwitchwitch sairá ainda esse ano, após a turnê, e precederá o lançamento do álbum conceitual “12:00”, com lançamento marcado para início de 2018. Deve-se aguardar com a tv e o vhs ligados e as luzes bem acesas, para não se perder uma imagem sequer enquanto o som hipnotiza a sua mente em pedaços de personalidades desordenadas. O trabalho aqui é para quem, sem perder a leveza, não tem medo de entrar em conflito. Enjoy.

// Site Oficial //

// Redes Sociais //


// Witchwitchwitch Tour | Rieg | 2017 //
05/10 - Hotel Bar - São Paulo/SP
06/10 - Baderna Bar - São Paulo/SP
07/10 - Galpão Busca Vida - Bragança Paulista/SP
08/10 - Festival Febre - Sorocaba/SP
12/10 - Festival Picnik - Brasília/DF
13/10 - GIG - São Carlos/SP
15/10 - Avenida Paulista - São Paulo/SP



Assessoria

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Nota de Esclarecimento da Prefeitura Municipal de Cajazeiras

Em vista a matéria publicada pela mídia da cidade, que aventa possíveis irregularidades no Pregão Presencial n.º 00036/2017, cujo objeto é a aquisição de gêneros alimentícios, a Comissão Permanente de Licitação informa que, de fato, houve erro formal de digitação no procedimento em questão; esses, entretanto, foram devidamente corrigidos no dia (09) de agosto próximo passado, bem como divulgado no jornal A União e no Diário Oficial do Estado, e encaminhado o processo na íntegra ao Ministério Público do Estado da Paraíba.
Como se não bastasse, o Tribunal de Contas do Estado da Paraíba foi informado do equívoco, reconhecendo a natureza formal do erro, e orientou como proceder todas as correções devidas.
Por derradeiro, registramos que não houve quaisquer prejuízos a Administração Pública, uma vez que nenhum bem decorrente deste procedimento foi adquirido antes das correções.
Para ter acesso ao conteúdo e retificação encaminhado ao TCE-PBCLIQUE AQUI!
Secom – Cajazeiras – PB

Prefeito de Sousa se reúne com vereadores da bancada governista, destaca bom relacionamento entre poderes e discute projetos

O Prefeito em exercício, Zenildo Oliveira, reuniu-se na manhã da última terça-feira (19) com vereadores da base governista. Durante o encontro, ocorrido no gabinete de Zenildo, os vereadores reafirmaram o compromisso de manter uma relação harmônica com o Executivo na discussão de projetos para a cidade.

Participaram da reunião os vereadores Radamés Gênesis Marques Estrela; Carlos Pereira Leite Júnior (Koloral); Luciano Ferreira Júnior (Juninho De Zilda); Francisco Aldeone Abrantes; Jucélio Marques De Sousa; Odair José Da Silva; Roberto Freire De Sousa e José Rudolph Diniz Dias. A vereadora Bruna Vera não participou do encontro por estar em João Pessoa, mas em contato com o líder do governo, Radamés Estrela, ela fez questão de reafirmar seu compromisso com a gestão.

Além de desejar sucesso na condução do governo, o grupo de aliados abordou com o prefeito sobre os projetos de lei de interesse do Executivo que tramitam no poder legislativo, que estão próximos a ser votados.

“A relação com a Câmara é fundamental para desenvolver projetos e ações para o futuro de nossa cidade. Nesse sentido, era fundamental que, já nesse início de trabalho à frente da prefeitura, eu pudesse falar com os vereadores sobre como estamos trabalhando e reforçar o comprometimento da gestão em ter uma sintonia com a câmara, de forma equilibrada e com respeito ao papel de cada instituição”, ressaltou Zenildo.

No dia (18), o gestor fez a entrega ao lado de seus auxiliares, o gestor municipal entregou diversos equipamentos as pastas de Turismo, Procon e Agricultura. “Entregando Junto com o secretário Zenias novos equipamentos de informática para secretaria de agricultura, Procon, secretaria de turismo!”, disse Zenildo por suas redes sociais.
Ainda ontem, o Prefeito em exercício, Zenildo Oliveira, ladeado do Secretário Municipal de Esporte e Lazer, Delani Gledson Alves; Secretário de Comunicação, Eugênio Rodrigues; Vereador, Radamés Estrela e o Presidente da Câmara Municipal, o vereador Aldeone Abrantes, participou, da abertura da primeira Copa Master de futebol de Sousa. O evento aconteceu no estádio Antônio Mariz, O Marizão.

É mais uma vez a Prefeitura de Sousa, por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, incentivando o esporte amador em todas as modalidades. A Copa Master é composta por 16 equipes. Com a seguinte premiação: R$ 2 mil para o time campeão, o vice-campeão ganha a quantia de R$ 1 mil. Para todo o evento serão investidos cerca de R$ 20 mil.

Para o Prefeito Zenildo, é o momento de investimento na qualidade de vida das pessoas, através de atividades esportivas. Ele ainda afirmou que esporte faz bem, o lazer proporciona uma melhor qualidade de vida ao cidadão. “Além de oferecer saúde, a gestão municipal com todo comprometimento ainda realiza campeonatos para também incentivar os desportistas com distribuição de prêmios significantes. Estamos avançando em todas as áreas, como também no esporte”, enfatizou.


Assessoria de comunicação

Zenildo Oliveira

Justiça Federal na Paraíba define procedimentos para destinação de materiais apreendidos

Medida busca agilizar a destinação final dos bens em depósito judicial mediante a devolução, doação, destruição ou encaminhamento 

A Justiça Federal na Paraíba (JFPB) definiu critérios para a destinação das armas de fogo e de materiais apreendidos por meio de ações penais e inquéritos policiais já encerrados. A medida, regulamentada através da Portaria nº 1003/2017, da Direção do Foro da JFPB em conjunto com a 16ª Vara Federal, busca agilizar a devolução, doação, destruição ou encaminhamento de armas de fogo, caça-níqueis, equipamentos de radiodifusão, dinheiro e medicamentos falsos e de uso proibido no Brasil, papéis, documentos, entre outros bens resultantes de apreensões.

A Portaria surgiu da necessidade de organização e racionalização do arquivo judicial da Seção Judiciária da Paraíba, visando a redução dos custos de manutenção. "A destinação final dos bens vinculados a processos judiciais e inquéritos findos, mediante devolução ou doação, evitará, ainda, que muitos bens, atualmente em condições de uso, se tornem imprestáveis pela má conservação ou pelo decurso do tempo", afirmou o diretor do Núcleo Judiciário, Ricardo Correia.

Para tanto, a regulamentação prevê uma lista de verificação, facilitando a análise dos materiais que estão no arquivo. "A fixação de critérios objetivos para a destinação final dos bens vinculados a processos já concluídos permitirá uma diminuição de quase 50% dos bens no depósito judicial, gerando uma grande economia de recursos públicos", afirmou o diretor do Foro da JFPB, Bruno Teixeira.

As armas de fogo vinculadas a inquérito policial ou ação penal finalizados, por exemplo, deverão ser encaminhadas ao comando do Exército para doação ou destruição. As que estão com processo em andamento serão identificadas pela Seção de Depósito e Arquivo da JFPB, com registro a ser encaminhado à 16ª Vara Federal para as providências que se fizerem necessárias. 

Quanto aos bens vinculados a processos desaforados, havendo a possibilidade de identificação do juízo para onde foi remetido o inquérito policial ou ação penal deverá ser expedido ofício solicitando do órgão, no prazo de 15 dias, informações acerca do interesse do recebimento do objeto. Se houver o interesse, a Seção de Depósito e Arquivo da JFPB deverá, no prazo de cinco dias, providenciar a remessa. Não havendo interesse no recebimento, manifestação no prazo definido ou possibilidade de identificação do juízo, a destinação do material será realizada da seguinte forma:

·Serão destruídos imediatamente os bens ilícitos, inutilizáveis, de valor irrisório (com valor inferior a R$ 200, cujo custo de devolução supera o valor de mercado) e papéis e documentos, com exceção daqueles de identificação pessoal com impossibilidade de expedição de 2ª Via (Carteira de Trabalho). O procedimento de destruição deverá observar os critérios ecológicos (reciclagem e meios não poluentes).

·Serão encaminhados imediatamente ao Banco Central: o dinheiro falso; À Secretaria da Receita Federal, as máquinas de caça-níquéis em bom estado de conservação, devendo as inutilizadas ser destruídas ou encaminhadas à reciclagem; À Anatel, os equipamentos de radiodifusão não homologados, devendo os inutilizados ser destruídos; À Vigilância Sanitária do Município de João Pessoa, os medicamentos falsificados e os de uso proibido no Brasil.

Os bens remanescentes serão incluídos em edital com prazo de 15 dias, dando direito aos réus, indiciados e eventuais terceiros interessados, requerer a restituição, sob pena de destinação final (doação). Os materiais não reclamados e que tenham utilidade para as atividades desenvolvidas na Seção Judiciária da Paraíba (SJPB) poderão ser incorporados ao patrimônio da JFPB. Vale ressaltar que a doação irá privilegiar instituições beneficentes. 


Confira a íntegra da Portaria (clique aqui).


Assessoria de Comunicação 
Justiça Federal na Paraíba

Avanço: Hospital Universitário em Cajazeiras implanta aplicativo de gestão

Cinco módulos foram instalados para melhorar atendimento aos usuários

O Aplicativo de Gestão para Hospitais Universitários (AGHU) já está em funcionamento no Hospital Universitário Júlio Bandeira da Universidade Federal de Campina Grande (HUJB-UFCG), filiado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). Desde o último dia 12, os atendimentos já estão sendo digitalizados, assegurando mais eficiência e segurança aos pacientes.

Na primeira etapa de implantação do AGHU, o HUJB foi contemplado com cinco módulos: Pacientes, Ambulatório Administrativo e Assistencial, Prescrição Médica e Internação. Uma equipe de tecnologia da informação da sede da Ebserh esteve presente acompanhando todas as fases até a implantação do aplicativo.

Para a superintendente do HUJB, Mônica Paulino, os processos de melhorias e mudanças que o hospital tem apresentado estão ligados à informatização. "A implantação dos primeiros módulos do AGHU é mais um avanço para o HUJB. Com o prontuário eletrônico, o hospital passa a adotar práticas assistenciais e administrativas mais seguras e eficientes, com grande impacto na qualidade da assistência, do ensino e da gestão”, pontuou.

No período de adequação, o atendimento deve demandar um pouco mais de tempo. No entanto, o objetivo é levar mais agilidade aos procedimentos, a exemplo da dispensação de medicamentos, já que as prescrições dos médicos serão acessadas diretamente no sistema pelos profissionais da farmácia do hospital.  

O analista de informática da sede da Ebserh, Manoel Walacy, explicou que a etapa de pré-implantação teve início em julho deste ano. “Todos os colaboradores que estão utilizando o aplicativo receberam treinamento e apoio. Entre julho e setembro, a equipe do hospital foi realizando os ajustes necessários para que o software estivesse em pleno funcionamento”, afirmou Walacy. 

O AGHU possibilita o aprimoramento dos processos de atendimento, proporcionando várias facilidades, como o prontuário eletrônico e todos os benefícios a ele relacionados. O software é um projeto do Ministério da Educação que visa padronizar práticas em hospitais universitários federais. “Trata-se de um instrumento para potencializar a assistência, já que agora todos os procedimentos serão digitalizados”, avaliou a gerente de Atenção à Saúde do hospital, Edineide Nunes.

AGHU na Ebserh
O Aplicativo de Gestão para Hospitais Universitários é um sistema de gestão hospitalar, com foco no paciente, adotado como padrão para todos os hospitais universitários federais da rede Ebserh.

O desenvolvimento do AGHU iniciou em 2009, como parte integrante do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), do Ministério da Educação.

Os primeiros módulos foram implantados em agosto de 2010, na Maternidade Vitor Ferreira do Amaral, de Curitiba, Paraná. Aos poucos, novos módulos estão sendo implantados e mais instituições ingressam no grupo de hospitais que dispõem do sistema.


Assessoria

Greve dos Correios atinge 20 estados e o DF, diz federação dos trabalhadores

A greve dos Correios começou às 22h da última terça-feira (19) e atinge 20 estados e o Distrito Federal, segundo a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect).
A paralisação envolve os trabalhadores dos sindicatos de Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Brasília (DF), Campinas (SP), Ceará, Espírito Santo, Goiás, Juiz de Fora (MG), Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Ribeirão Preto (SP), Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Maria (RS), Santos (SP), São José do Rio Preto (SP), Sergipe, Santa Catarina, Uberaba (MG) e Vale do Paraíba (SP).
Dos 31 sindicatos ligados à Fentect, somente três ainda não realizaram assembleia: Acre, Rondônia e Roraima.
As agências franqueadas não estão participando da greve.
Segundo a federação, foram mais de 50 dias de negociação, sem sucesso. Entre os motivos da greve estão o fechamento de agências por todo o país, pressão para adesão ao plano de demissão voluntária, ameaça de demissão motivada com alegação da crise, ameaça de privatização, corte de investimentos em todo o país, falta de concurso público, além de mudanças no plano de saúde e suspensão das férias para todos os trabalhadores, exceto para aqueles que já estão com férias vencidas.
Crise nos Correios
Os Correios enfrentam uma severa crise econômica e medidas para reduzir gastos e melhorar a lucratividade da estatal estão em pauta.
Nos últimos dois anos, os Correios apresentaram prejuízos que somam, aproximadamente, R$ 4 bilhões. Desse total, 65% correspondem a despesas de pessoal.
Em 2016, os Correios anunciaram um Programa de Demissão Incentivada (PDI) e pretendia atingir a meta de 10 mil servidores, mas apenas 5,5 mil aderiram ao programa.

Os Correios planejam também fechar cerca de 200 agências neste ano, além de uma série de medidas de redução de custos e de reestruturação da folha de pagamentos. Segundo os Correios, o fechamento dessas agências acontecerá sobretudo nos grandes centros urbanos.
No dia 20 de abril, o presidente dos Correios, Guilherme Campos, afirmou que a demissão de servidores concursados vinha sendo estudada. Segundo ele, os Correios não têm condições de continuar arcando com sua atual folha de pagamento e contratou um estudo para calcular quantos servidores teriam que ser demitidos para que o gasto com a folha fosse ajustado.

G1

terça-feira, 19 de setembro de 2017

D.O.U desta terça (19) traz portaria do Ministério da Saúde que habilita município de Cajazeiras a receber R$ 4.674.330,00

O Diário Oficial da União desta terça-feira (19) trouxe em sua página 33, a Portaria Nº 2.392, DE 18 DE SETEMBRO DE 2017, do Ministério da Saúde, que habilita o Município de Cajazeiras, a receber recursos para aquisição de equipamentos e material permanente para saúde.

Bastante agradecido, o prefeito José Aldemir usou de participar de vários programas de rádio, para compartilhar dos resultados de seu esforço em conjunto com a Secretária Municipal de Saúde - Dra. Paula, que não mediu distância para se deslocar à Capital Federal, Brasília em busca de benefícios para o povo de Cajazeiras.

Os recursos oriundos do Ministério da Saúde na ordem de R$ 4.674.330,00 (quatro milhões seiscentos e setenta e quatro mil e trezentos e trinta e três reais), serão destinados para construção do Centro de Diagnósticos por Imagem (CDI) e, contará com modernos equipamentos como: ressonância magnética, tomografia computadorizada, densitometria óssea, eco-cardiograma, mamógrafo e, aparelho de ultrassonografia, para serem realizados exames de alta complexidade médica.

Vale ressaltar, que recursos em torno de R$ 600.000,00 (seiscentos mil reais) para a construção da estrutura física predial, foram alocados pelo suplente de senador Deca do Atacadão em sua passagem pelo Senado.



Secom

Enquete: Dra. Paula dispara na preferência, Jeová aparece em 2º e Junior Araújo decepciona

O programa “Mais Debate” que vai ao ar das 12hs00 ás 14hs00 pela Rádio Mais FM 88.9, realizou na última segunda-feira (18), uma enquete para saber a opinião popular sobre a intenção de votos para deputado estadual nas eleições de 2018.

A enquete ouviu (142) participantes, que de forma espontânea puderam expressar suas opiniões através dos telefones da emissora e pelo Aplicativo WhatsApp durante todo o programa. O resultado apresentado, ao final da enquete apontou a preferência da maioria, na atual Secretária Municipal de Saúde de Cajazeiras, Dra. Paula Francinete, esposa do prefeito José Aldemir, ex-deputado estadual.

Ela obteve (62) votos e, em segundo colocado apareceu o atual deputado estadual Jeová Campos, que obteve (50) votos.

A repercussão negativa da enquete foram os votos para o advogado Junior Araújo (PTB), ex-vice-prefeito na gestão da ex-prefeita Denise Albuquerque (PSB), que tem o apoio do ex-prefeito Carlos Antônio (DEM). O jovem que se apresenta como pré-candidato apareceu com apenas (07) votos, perdendo inclusive, para o Vereador Webster Dantas Muniz da cidade de São João do Rio do Peixe, que alcançou (10) votos.

Disseram que não votam em ninguém, foram (06) pessoas. Frei Anastácio apareceu com (02) votos e ainda, foram lembrados com (01) voto cada: Estela Bezerra (PSB), Wilson Santiago (PTB), Gervázio Gomes (PSB), Dr. Bosco (PSB) e Tarciano Barbosa. Para alguns observadores políticos, o racha ocorrido no grupo situacionista de Cajazeiras com o rompimento entre o deputado Jeová Campos e o grupo da ex-prefeita Denise, deve refletir nas pretensões de Junior Araújo, que tenta ganhar musculatura, para se candidatar a deputado estadual.

Enquanto isso, Dra. Paula tem conseguido se destacar como pré-candidata, conquistando mais espaços em vários municípios da região. Já o deputado Jeová Campos tem mostrado força dentro do grupo situacionista, tendo recuperado seus espaços na política regional. Diante a exposição se vislumbra uma polarização entre Dra. Paula e o deputado Jeová Campos nas próximas eleições.


Da redação
Com Portal CZN

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Após conversa com Damião Feliciano, Cartaxo não descarta aliança com o PDT em 2018

Após conversa rápida com o deputado federal e presidente estadual do PDT na Paraíba, Damião Feliciano, no último domingo (17), durante evento na cidade de Bayeux, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), não descartou a possibilidade de uma aliança com o grupo do parlamentar, mas ponderou que questões referentes às eleições estaduais de 2018 só serão discutidas no ano que vem. 

"Essa discussão vai se dar no ano que vem. 2018 é o ano das alianças políticas, das composições de chapas. Então, vamos deixar isso mais para frente", afirmou. 

Cartaxo ressaltou que sempre manteve uma relação respeitosa com Damião.

"Já fizemos campanha juntos, que já estivemos em palanques separados, mas, acima de tudo, sempre preservamos a relação respeitosa. Foi uma alegria grande encontrar o companheiro Damião Feliciano, que demonstra que é possível sim fazer política preservando nossos valores, a capacidade de diálogo, estabelecendo a boa política, sem transformar o adversário em inimigo como muita gente faz por aí", declarou. 



WSCOM