.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Comunicado SINFUMC - Ofício as Autoridades do Executivo Municipal

Cajazeiras/PB, em 08 de Dezembro de 2016

Da Diretoria do SINFUMC
A Gestora Municipal e ao Secretário de Administração

Cajazeiras – Paraíba

Assunto – Greve Geral

O Sindicato dos Funcionários Municipais de Cajazeiras passa a informar as autoridades do Poder Executivo Municipal cajazeirense, que por deliberação da assembléia ocorrida aos seis dias de dezembro de 2016, na Câmara de Diretores Lojistas, às 8h15, os servidores efetivos associados dessa instância sindical, resolveram cruzar os braços diante da situação do não pagamento dos meses de novembro e dezembro de 2008, determinado pelo Poder judiciário paraibano, bem como, do não pagamento a todo o conjunto da categoria até essa data, do mês de novembro de 2016, além da imprecisão, por parte da gestão municipal de quitar em tempo oportuno, o pagamento de dezembro do ano em curso aos 1.437 servidores municipais efetivos.

Atenciosamente,

Elinete Lourenço Rolim – Presidente
Francisco das Neves do Nascimento – Tesoureiro

Animais transitam pelas avenidas de Patos e oferecem perigo ao trânsito de veículos

Uma sena perigosa foi flagrada pelos moradores de Patos, nesta quinta-feira (07), animais de grande porte passeando livremente nas ruas centrais da cidade.  A prefeitura garante que recolhe quando tem denúncia, mas a população reclama do descaso e abandono por parte dos proprietários dos animais.
Basta apenas dar uma volta pela cidade para encontrar cavalos se alimentando nos canteiros e lixos, muitas vezes esses animais se assustam com o barulho dos veículos e atravessam as ruas, trazendo assim um sério risco para os motoristas, que precisam parar ou desviar do animal.
Um homem que atende pelo nome de Bira, voltava pra casa por volta de 5:30h e foi surpreendido por vários cavalos que saíram do canteiro e atravessaram a pista da rua Enaldo Tôrres Fernandes, avenida que liga o bairro Liberdade ao Belo Horizonte, por pouco não aconteceu um acidente, ele desviou em cima de um dos cavalos.         
‘‘Eles aparecem do nada, vivem soltos nas ruas, qualquer lugar que você for, tem animal solto, mexendo no lixo", conta Bira.
Um morador do bairro que não quis ser identificado, registrou o momento exato em que os cavalos atravessam a rua e um carro se aproxima dos animais. 
Em outra foto, cavalos estão se alimentando tranquilamente nos canteiros da rua Elias Asfora, uma das avenidas mais movimentadas da cidade, como se estivessem na zona rural.
A dona de casa Maria do Socorro conta que além dos bichos mexerem no lixo, eles acabam defecando nas ruas e calçadas da vizinhança. “Fazem defecação na calçada da gente. "Eu tive que levantar logo cedo para lavar minha calçada porque meu enteado trabalha vendendo morangos aqui na minha porta, e eu tive que limpar a calçada para ele colocar a mercadoria“, contou.
A população reclama, pois a colisão com um desses animais pode provocar um sério acidente.


Da redação
Com MaisPatos

Internos fazem rebelião no CEA de Sousa

Uma rebelião foi registrada no fim da tarde da última quarta-feira (07) no Centro Educacional do Adolescente (CEA) em Sousa, no Sertão da Paraíba. 
Segundo a Polícia Militar, os internos rebelados chegaram a derrubar um muro da unidade que dá acesso à rua em tentativa de fuga.
De acordo com o soldado Ribeiro, da PM de Sousa, o motim foi contido após guarnições do Bope e da Rotam invadirem o local. A polícia não registrou incêndio ou feridos e informou que nenhum reeducando conseguiu fugir do CEA.
“A rebelião não foi generalizada e envolveu apenas alguns internos”, contou Ribeiro. Conforme explicou, as possíveis motivações para a ocorrência não foram apuradas.
Após a saída dos policiais do local, profissionais da unidade ficaram responsáveis por realocar os internos e fazer um levantamento dos danos. Os prejuízos não foram quantificados até o fechamento desta matéria.


Foto: WhatsApp
Com Wscom e Diário do Sertão

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Polícia Civil Cajazeiras com GTE de Solânea prende bando acusado de furtar lojas de grife na Terra do Padre Rolim

A Polícia Civil através do GTE de Cajazeiras, com apoio do GTE de Solânea, desencadeou a Operação Vitrine com o intuito de desarticular uma quadrilha especializada em furtos a joalheiras, lojas de confecções e lojas de eletrônicos com atuação em vários estados do Nordeste.

Esta quadrilha é remanescente do mesmo grupo criminoso que foi responsável por um furto milionário do Estado do Pará, onde tinha como líder da quadrilha a pessoa de Marilene Vieira do Nascimento, vulgo “Negão”.

Recentemente, algumas cidades da Paraíba, precisamente Cajazeiras e região foram alvos da ação deste bando criminoso. 

Geralmente, os integrantes escolhiam suas presas se valendo dos produtos expostos nas vitrines das lojas. Eles atuavam na calada da noite de modo a dificultar a ação policial, assim como também à linha de investigação.

A quadrilha em uma de suas últimas ações teve como alvo, várias lojas da cidade de Cajazeiras e que um dos carros usados nos delitos, foi um VW/Voyage, de cor branca. A Polícia Civil de Cajazeiras – vinha catalogando algumas imagens das ações e compartilhando com outras esferas policiais com o intuito de identificar os acusados. Fato que foi confirmado quando foi feito a comparação de uma foto de um dos criminosos, a pessoa de Cleber Jemerson Vieirado Nascimento, o “Fofão”, uma vez identificado o principal suspeito, foi possível chegar a sua esposa Jéssica e sua cunhada Andreza, além de genitora do primeiro, como sendo a proprietária do veículo utilizado nos crimes.
Que no dia de hoje, quarta-feira (07), foram dados vários cumprimentos de Mandato de Busca e Apreensão e Prisão contra os acusados nas cidades de Campina Grande e Baía da Traição. 

Nos locais, foram encontrados diversos produtos oriundos das ações delituosas, muitos desses produtos ainda estão com as etiquetas das lojas furtadas. A Operação Vitrine contou com o apoio do GTE de Cajazeiras e dos GTE da cidade de Solânea ao comando do delegado Seccional de Cajazeiras, Dr. George Wellington Junior.




Da redação
Com Assessoria – Policia Civil de Cajazeiras

Deputado Renato Gadelha esclarece apreensão de camas em Sousa

O deputado Renato Gadelha deu sua versão a respeito do mal-entendido gerado na noite da última terça-feira (06) em Sousa, quando a PM apreendeu equipamentos do Hospital João XXIII que estavam cedidos a Upa de Sousa.

Renato explicou que o mesmo caminhão responsável por levar as camas de Campina Grande para Sousa, estava fazendo o transporte de volta para Campina. "O motorista e o ajudante do caminhão informaram à polícia que as camas são do Hospital João XXIII, pois eles mesmos as trouxeram para Sousa. Infelizmente, a PM foi induzida a erro e acabou por apreender o material", disse Renato.

O deputado, que já foi diretor do Hospital João XXIII, sugeriu à PM que as camas fossem levadas de volta a Upa até que ficasse comprovada a propriedade dos equipamentos. "No entanto, minha sugestão não foi acatada e as camas e colchões acabaram ficando retidas na delegacia", relatou Renato Gadelha.

O parlamentar explicou a cessão das dez camas e dez colchões para utilização na Upa de Sousa. "A licitação ainda levaria algum tempo e o João XXIII dispunha dos equipamentos. Foi feita a cessão à Prefeitura para que a população pudesse dispor dos serviços da Upa. Agora, diante do não uso das camas, o hospital estava buscando de volta o que lhe pertence", detalhou Gadelha.

Renato adiantou que a Secretaria de Saúde de Sousa estava ciente da retirada. “O hospital fez a solicitação que foi, prontamente, atendida pela prefeitura. A posse das camas será comprovada e ficará claro que tudo não passou de um mal-entendido. Tentou-se criar um fato político, mas toda a documentação necessária será apresentada e as camas seguirão o seu devido destino", finalizou.


Gabinete do Deputado Renato Gadelha

Assessoria de Imprensa

Jeová Campos se reúne com secretário de Educação para tratar do PL que acaba com indicação política na substituição de professores na PB

PL do deputado já foi aprovada pelos deputados e espera sanção do governador Ricardo Coutinho.
O famoso ‘apadrinhamento político’ na indicação de professores substitutos na rede estadual de ensino da Paraíba quando os titulares se ausentarem da sala de aula pode estar com os dias contados. Isto porque só falta a sanção do governador Ricardo Coutinho para o que propõe o Projeto de Lei 624/2015 vire uma realidade nas escolas públicas paraibanas. Na manha desta quarta-feira (07), o deputado estadual Jeová Campos (PSB) se reuniu com o secretário de Educação, Aléssio Trindade, para debater as melhorias na qualidade da prestação do serviço público estadual na área de Educação, que surgirão com a efetivação desta nova proposta, que institui um processo seletivo público simplificado para fins de contratação temporária de professores substitutos.

“Esse projeto institui um processo seletivo público simplificado para fins de contratação temporária de professores substitutos na rede estadual de ensino quando os efetivos entrarem de licença. Isso acabará com o apadrinhamento político na ocupação destes cargos na medida em que as substituições levarão em consideração a competência técnica e didática, além dos títulos de quem pleiteia a vaga e não mais a mera indicação política como acontece hoje. Sendo assim, elevaremos a qualidade do ensino porque teremos a garantia de quem vai substituir o mestre que está de licença será um profissional capacitado para tal missão”, explica Jeová.

Segundo o deputado, antes de apresentar o PL, ele já tinha debatido com o secretário Aléssio Trindade, a importância desta iniciativa para a Educação da Paraíba. “Hoje, vim entregar uma cópia do PL ao secretário e lembrar da importância de colocar para os responsáveis pelos setores do governo, que irão avaliar o PL antes dele ser enviado para apreciação do governador, a relevância desta iniciativa e o que ela trará de avanços para a educação da Paraíba”, destacou Jeová. O secretário, por sua vez, pediu agilidade aos setores competentes do governo para encaminhamento do PL para o governador.

Jeová lembra que a mudança que ele propôs não vai trazer nenhum custo adicional para a Secretaria de Educação, já que cada regional de ensino constituirá uma comissão permanente, formada por professores efetivos de cada disciplina, para aplicação e avaliação das provas dos candidatos inscritos no processo seletivo simplificado.

Acompanhado do prefeito eleito de São José de Piranhas, Chico Mendes, o deputado ainda tratou de questões pontuais com o secretário Aléssio, a exemplo da questão das turmas multisseriadas em escolas de Cajazeiras e região, além de pleitear melhorias para as escolas de São José de Piranhas e de outros municípios daquela região.



Assessoria

Em noite festiva Atlético apresenta elenco em Cajazeiras para disputa do Campeonato Paraibano/2017

O Atlético Cajazeirense de Desportos apresentou na última terça-feira (06), o elenco e a comissão técnica para a temporada 2017. O evento aconteceu na Art'Choperia e contou com a presença de um bom número de torcedores e autoridades políticas.
O Trovão Azul estava treinando e realizando amistosos no estado de São Paulo. A base do time sertanejo é de jogadores com atuações no futebol paulista. A equipe irá fazer sua estreia no Campeonato Paraibano no dia (08) de janeiro, diante o Treze em Campina Grande.
Confira o elenco do Atlético para 2017:
Goleiro: Gerson, Valencia e Bruno Roberto;
Laterais: Iran, Walter, Denner. Alysson Vinicius e Peu
Zagueiros: Wesley, Marcio, Saulo e Fernando;
Volantes: Luiz Gustavo, Romerito, Índio e Jonathan Filipe;
Meias: Juninho, Sergio Augusto, Rodrigo e Fabinho;
Atacantes: Eduardo Rato, Everton, Fabinho, Lele, Mosquito, Gabriel, Alef e Luciano;
Técnico: Júnior Gomes.

Assessoria

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Zé Aldemir nega boato de alinhamento com Ricardo Coutinho

O prefeito eleito de Cajazeiras, José Aldemir (PP), durante evento dos gestores municipais com o governador Ricardo Coutinho (PSB), comentou sobre a transição para 2017, e também sobre sua relação com o governador.

O prefeito revelou que a parceria firmada em reunião anterior com Ricardo e no evento da última segunda (05), não significa alinhamento politico com o socialista. Aldemir ressaltou que segue as orientações do partido e do senador Cássio Cunha Lima (PSDB). Segundo ele, a representação no evento é pelo povo e não como político.

Ele lembrou que conversou com o governador sobre as prioridades para Cajazeiras, entre elas, a crise hídrica, a construção do IML e asfaltamento para cidade. O governador salientou que essa pauta já estava na agenda da gestão e que deve atender a todas as solicitações.

Já acerca de sua esposa, Paula Francinete de Almeida, ser nomeada secretária de saúde ele disse que indicou ela "sem nenhum constrangimento".

"Tinha indicado minha mulher, pois ela é médica, como eu. A gente vem nesse trabalho conjunto há 33 anos. Ela tem curso de Saúde Pública, como profissional, como médica, tem experiência, e não é fato dela ser minha mulher, que eu possa penalizá-la de não assumir a Secretaria de Saúde pela experiência. Ela não vai ser secretária por ser esposa e sim por mérito" afirmou.

Da redação
Com PB Agora

Rotam prende ‘dupla da moto’ acusada de assaltos em Cajazeiras

A Rotam da Polícia Militar agiu rápido e prendeu na tarde desta terça-feira (6), uma dupla acusada de realizar assalto a um comerciante no Bairro Capoeiras , em Cajazeiras nesse mesmo dia.
Segundo informações do Comandante do 6º BPM, após o assalto a dupla se encaminhou para o Sítio Lages-Sul, município de Cajazeiras, nas proximidades do Sítio Tambor, Zona Rural de Cachoeira dos Índios, onde teria realizado outro assalto.
Na volta do assalto, no Sítio Pau D'Arco, a Rotam surpreendeu a dupla, prendendo um jovem e apreendendo um menor de idade.
Em poder dos acusado, a PM apreendeu uma moto Bros, de cor branca, um revólver calibre 38, alguns medicamentos, celulares e uma quantia em dinheiro.



Da redação
Com DS

Justiça absolve ex-prefeito de Cajazeiras acusado de desvio de verbas públicas

A Justiça absolveu o ex-prefeito de Cajazeiras Carlos Antônio da acusação de desvio de recursos públicos, crime previsto no artigo 1º, inciso I, do Decreto-Lei nº 201/67.

De acordo com a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), o desvio teria ocorrido na execução do Convênio nº 2003/2001, no qual foram repassadas pelo Ministério da Integração Nacional verbas para a construção de 100 casas e a perfuração/instalação de 30 poços no município de Cajazeiras.

A acusação é de que os valores foram parcialmente desviados, haja vista que peritos criminais federais emitiram Laudo atestando que só foram construídas 90 casas com área de 31,08m2, enquanto a previsão eram 100 unidades com área de 39,68m2, deixando de ser aplicada a quantia de R$ 167.229,78, o que seria suficiente para construir mais 29 unidades habitacionais completas.

A denúncia aponta também que teria havido direcionamento da licitação, uma vez que, como a contratação seria por empreitada sob a forma de menor preço global, inúmeras variáveis haveriam de ser consideradas para elaboração dos cálculos da proposta.

Ao proferir a sentença, o juiz Marcos Antonio Mendes de Araújo Filho, da 8ª Vara Federal, destacou não ter ficado comprovado nos autos o desvio de recursos. “Diante de todo o arcabouço probatório produzido, não vislumbro que o então prefeito tenha tido o dolo, ou seja, vontade livre e consciente de desviar e nem muito menos de se apropriar dos recursos públicos em proveito alheio”.


Os Guedes

Estudante da UEPB cria ferramenta para ajudar na elaboração de trabalhos acadêmicos. Leia!

O mestrando do Programa de Pós-Graduação em Informática do Centro de Informática da Universidade Federal da Paraíba (PPGI/CI/UFPB), Eduardo de Santana Medeiros Alexandre, criou uma ferramenta de comando para ajudar na elaboração de trabalhos acadêmicos. Essa ferramenta faz parte do trabalho de conclusão do mestrado. Ele pretende com a divulgação da ferramenta encontrar usuários para participar da pesquisa desse mestrado.

A ferramenta de comando de linha (sem interface gráfica), denominada Limarka, gera PDFs em conformidade com os princípios da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), a partir de trabalhos acadêmicos escritos em arquivos somente texto, utilizando sintaxe de uma linguagem de marcação simples, denominada de Markdown.

Os objetivos dessa pesquisa são: disponibilizar uma ferramenta para produção de trabalhos acadêmicos (monografias, TCCs, dissertações ou teses); investigar o que os usuários pensam sobre a utilização da ferramenta.

O público alvo da ferramenta são alunos de cursos de Computação, que necessitarão produzir um trabalho de conclusão de curso (monografia, dissertação ou tese).

Limarka foi elaborado com licença de Software Livre, qualquer um pode baixar, utilizar ou alterar a ferramenta. No entanto, ela é compatível apenas com o sistema operacional Linux. Os usuários do Windows que desejarem utilizá-la precisarão instalar uma máquina virtual com um Linux. O processo de instalação e utilização é descrito na documentação da ferramenta (link is external) e nos vídeos de apresentação do limarka (link is external).

A ferramenta foi inserida na comunidade dos desenvolvedores do abnTeX (link is external), que são comprometidos em produzir documentos e estilos LaTeX (link is external) para produção de documentos em conformidade com as Normas da ABNT. O Limarka utiliza internamente os modelos criados e mantidos por essa comunidade. A ferramenta foi desenvolvida e agora a pesquisa está na etapa de investigar a utilização dos usuários.


Quem desejar participar da pesquisa será solicitado que elabore um pequeno projeto (sem haver comprometimento com rigor científico ou execução), com a utilização de alguns recursos mínimos da ferramenta.


Mais informações nas seguintes páginas:
 
 
Contatos pelo telefone: (83) 98108-1977 (Eduardo Santana).
 
Agência de Notícias da UFPB - Assessoria

Operação Andaime: Ministério Público Federal denuncia empresário de Cajazeiras

O Ministério Público Federal (MPF) em Sousa denunciou o empresário Mário Messias Filho e o agricultor Francisco José Bernardo por fraudes licitatórias consumadas em cinco licitações na Paraíba. A denúncia é mais uma ação resultante da Operação Andaime que desarticulou organização criminosa especializada em crimes do ‘colarinho branco’ em diversos municípios paraibanos, em 2015. O caso tramita na 8ª Vara da Justiça Federal em Sousa.

Conforme a denúncia, Mário Messias Filho (conhecido como “Marinho”) e Francisco José Bernardo montaram um esquema de fraude licitatória com o uso das empresas Mário Messias Filho – ME (nome fantasia “Marinho Comércio e Representações”), e JF Construções LTDA (nome fantasia “FJB Construções”). No papel, a FJB Construções é administrada por Francisco Bernardo que é também recebedor de benefício do Programa Bolsa Família.

No entanto, documentos apreendidos durante a primeira fase da Operação Andaime indicam ser Mário Messias o real controlador da empresa. Messias possuía dados da chave, da senha de acesso e da senha da conta da JFB Construções, além de documentos de habilitação em licitações e até papel timbrado em branco da referida empresa.

Dessa forma, argumenta o Ministério Público Federal na denúncia, seria completamente impossível existir efetiva competição entre as empresas Marinho Comércio e Representações e FJB Construções, fato que não as impediu de participarem em conjunto das cinco licitações na Paraíba, conforme atesta relatório da Assessoria de Pesquisa e Análise (ASSPA) do MPF, gerado a partir de dados do Sistema Sagres do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba.

Uma das cinco licitações fraudadas pelos denunciados ocorreu em 2011, no Município de Santa Cruz, quando a prefeitura abriu processo licitatório para contratar empresa destinada à locação de máquina no valor de R$ 62.400,00. As outras quatro fraudes ocorreram no Município de Marizópolis, sendo duas delas em 2011: uma para contratação de empresa destinada à locação de veículos para o transporte escolar, no valor de R$ 79.300,00, e outra para também contratar empresa destinada à locação de veículos e atender às necessidades do município, no valor de R$ 927.300,00.

Em 2012, mais duas licitações foram fraudadas em Marizópolis pelos denunciados: uma delas tinha como objetivo contratar empresa destinada à locação de veículos, com motorista, no valor de R$ 787.200,00. A outra licitação também visava a contratação de empresa destinada à locação de veículos, dessa vez, no valor de R$ 153.990,00.

Parte dos recursos das licitações fraudadas no Município de Marizópolis era proveniente do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

O MPF pediu aplicação de pena privativa de liberdade aos denunciados e fixação em R$ 2.010.190,00 do valor mínimo de reparação dos danos.

Operação Andaime - A Operação Andaime, deflagrada em junho de 2015, apura irregularidades em licitações e contratos públicos, em especial fraude em licitações e desvio de recursos públicos na execução de obras públicas, já tendo sido denunciados ilícitos ocorridos nos seguintes municípios: Cajazeiras, Monte Horebe, São José de Piranhas, Vieirópolis, Bernardino Batista, Joca Claudino, Uiraúna, Santa Helena, Itatuba, Manaíra, Cachoeira dos Índios, Marizópolis, Serra Grande e, agora, Santa Cruz. No total, são 14 os municípios que receberam ações judiciais relacionadas à operação.


Por MPF com Os Guedes

Atlético realiza treinamento leve em academia e se prepara para apresentação nesta terça (06) em Cajazeiras

O novo Atlético Cajazeirense de Desporto realizou na manhã desta terça-feira (06), sob o forte calor sertanejo – treinamento leve em uma academia da cidade, antes da apresentação ao público e seus torcedores, em evento que será realizado logo mais à noite, a partir das 19 horas, na Art’Choperia em Cajazeiras.

O referido elenco vem trabalhando forte há mais de um mês na cidade de São Paulo/SP, e já foram realizados dois amistosos com clubes paulistas, com placar positivo para o “Trovão Azul” do Sertão.

O elenco é jovem e demonstra boa qualidade técnica para enfrentar os clubes tradicionais do estado, no Campeonato Paraibano – temporada/2017.


Da redação


Funcionários decidem por greve geral a partir da próxima quinta (08) e SINFUMC impetrará mandado de segurança

O SINFUMC (Sindicato dos Funcionários Municipais de Cajazeiras) realizou Assembleia Geral na manhã desta terça-feira (06) para deliberar sobre alguns assuntos de interesse dos servidores, dentre eles, a situação vivida pela categoria diante as últimas decisões tomadas por parte da Prefeitura Municipal de Cajazeiras.

A reunião que foi realizada na sede da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) de Cajazeiras, contou com a participação dos advogados João de Deus Quirino Filho que fez explanações sobre o andamento dos pagamentos dos meses de novembro e dezembro de 2008, do qual, a Edilidade municipal recorreu das duas decisões judiciais de bloqueio de verba pública, e do advogado Francinaldo Bezerra, que cuida das ações impetradas pelo sindicato sobre os meses não pagos do ano de 2012.

João de Deus disse que nas próximas 24 horas o TJ-PB deverá está deliberando sobre o recurso que contesta as duas decisões da juíza Dra. Silse Maria da Nóbrega Torres e, se mostrou bastante confiante em relação a uma decisão favorável ao sindicato. Ele também respondeu algumas perguntas e tirou dúvidas de alguns dos presentes.

Já o advogado Francinaldo Bezerra também adiantou como está o desenrolar das ações de 2012, e adiantou que estará dando entrada na quarta-feira a um mandado de segurança também na 4ª Vara, solicitando que a juíza através de liminar garanta o pagamento dos meses de novembro e dezembro deste ano.

Na Assembleia, ficou definido que será dado início a uma greve geral a partir da próxima quinta-feira (08) quando os servidores deverão sair pelas principais ruas e avenidas da cidade, protestando contra a insegurança econômica que novamente estão passando em mais um fim de mandato.


Da redação
Com blog do furão